Capa Computador Para Loja Os Principais Tipos E Modelos

Computador para loja: os principais tipos e modelos

por Kennedy da Silva, Gerente Técnico da S&I Automação e Refrigeração

 

Contar com um computador para loja é fundamental para a operação do varejo. Hoje em dia muitos processos são realizados eletronicamente e o computador tem a função de servir como ferramenta para a execução de programas, sistemas e aplicativos que ajudam o varejista a gerir e a operar a sua empresa.

Atualmente existem muitos tipos de computadores, e no varejo não é diferente, essa tecnologia já tem o seu espaço nos PDVs e nos escritórios de muitas lojas, servindo como importante aliado para a execução de processos.

Mas como escolher o melhor computador para loja no seu negócio? Nesse artigo vamos apresentar os tipos, para que você entenda as diferenças e realize a melhor escolha.

Computador para loja: os 4 tipos mais encontrados no mercado

  1. CPU tradicional (torre)

O computador para loja mais encontrado nos estabelecimentos do varejo é o tradicional CPU. Este equipamento conta com a torre e as saídas para conexão com monitor, teclado, mouse, etc.

Na hora de escolher um computador para loja desse tipo, é importante o varejista se preocupar com o tamanho da torre. Normalmente o espaço no PDV é bem apertado e outros periféricos precisam de um local para a operação (balançasleitor de código de barrasgaveta para dinheiroimpressora fiscal, por exemplo).

Portanto é preciso analisar o tamanho para não comprometer a aparência visual do ponto de venda, nem a rotina do operador e nem pouco a experiência do consumidor na hora de finalizar a compra.

  1. Computador reduzido

Os microcomputadores ou CPU’s reduzidas, são tipos de computadores que há algum tempo caíram no gosto dos varejistas. Esse tipo de computador para loja tem o mesmo formato do PC tradicional com a diferença de contar com um formato menor e reduzido.

Além da grande vantagem de demandar um espaço menor no ponto de venda da loja, um computador para loja com a torre reduzida, normalmente, também consome menos energia elétrica.

A questão do consumo de energia elétrica é particularmente importante de se avaliar nesses equipamentos.

Para fazer essa análise, basta calcular o número de horas que eles ficarão ligados durante um dia normal – ultrapassando 12 horas de consumo, e chegar na despesa de energia elétrica. Você vai se surpreender com esses valores. Por isso, investir em um equipamento que consuma menos energia, se transforma em um investimento seguro a médio prazo.

Outro ponto que merece atenção, é verificar o número de saídas/entradas necessárias para os equipamentos do PDV. Como são vários equipamentos conectados, como o leitor, impressora, mouse, teclado, etc, é fundamental observar isso.

  1. Computador para PDV reduzido

Esses computadores são equipamentos desenvolvidos para o checkout de lojas. Normalmente produzidos por fabricantes de equipamentos de automação comercial, eles tem o foco em otimizar espaço e o consumo de energia elétrica, atendendo a todos os requisitos do PDV, com várias saídas para os componentes do PDV.

São os equipamentos mais indicados para esse tipo de operação. Podem ter um custo mais alto do que um CPU tradicional e o reduzido, mas ao fazer as contas, normalmente compensa no médio prazo.

Além disso, esse tipo de computador para loja conta com uma estrutura física reforçada. Como, normalmente, esse equipamento é instalado próximo à cadeira e ao local onde ficam os pés do operador do PDV, há a possibilidade de contatos e “chutes” no equipamento, portanto essa estrutura ajuda a impedir danos e quebras.

  1. Computador para loja all-in-one

Esse tipo de computador, pode ser entendido como o tudo-em-um, isso quer dizer que todos os componentes do computador ficam acoplados ao monitor, ou seja, não há mais a necessidade da torre.

Vale ressaltar que embora esse tipo de computador seja o ideal, quando analisado apenas o espaço utilizado, muitas vezes no ponto de venda ele não deve se encaixar bem. Usualmente o CPU fica no compartimento de baixo do móvel do checkout, e apenas o monitor fica aparente.

Esse modelo pode fazer sentido para varejista que deseja um equipamento mais bonito e rebuscado, que realiza a venda em um balcão de atendimento com espaço.

Além de tudo, são os modelos mais caros.

 

Conclusão

Um computador para loja, deve conter algumas características para atender com sucesso aos processos da loja.

Basicamente é importante avaliar:

  • Espaço físico
  • Consumo de energia
  • Durabilidade e resistência
  • Quantidade de saídas e entradas para periféricos
  • Capacidade de processamento
  • Tamanho de memória
  • Manutenção do equipamento

 

Contar com um computador de loja que funcione em sintonia com o ponto de venda é essencial para o gestor garantir o sucesso da operação de venda e impedir que problemas aconteçam no local mais importante da loja.

Fonte: Infovarejo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *